EUA consideram investimento chinês em inteligência artificial uma ameaça à segurança nacional

Inteligência artificial é “boa para o mundo”, diz robô Sophia
19 de junho de 2017

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos está tendo dificuldades para compreender completamente todas as novas questões de segurança que surgiram com a nossa atual explosão tecnológica. Uma consideração inesperada sendo discutida é a imposição de limitações mais rigorosas aos investimentos chineses realizados em empresas americanas que trabalham com inteligência artificial

• A China quer lançar uma enciclopédia para concorrer com a Wikipedia
• Você se sentiria mais seguro em um carro autônomo se ele explicasse suas decisões?

A indústria tecnológica é a que cresce mais rapidamente na economia americana, de acordo com dados recentes. E com toda a conversa política sobre “EMPREGOS, EMPREGOS, EMPREGOS“, é um pouco surpreendente ver o governo traçando planos de limitar investimentos em empresas americanas. Mas é exatamente isso que o Pentágono está propondo, de acordo com a Reuters. Trecho tirado da reportagem:

Uma preocupação particular é o interesse da China em campos como a inteligência artificial e o aprendizado de máquina, que têm cada vez mais atraído capital chinês nos últimos anos. A preocupação é de que tecnologias de ponta desenvolvidas nos Estados Unidos possam ser usadas pela China para reforçar suas capacidades militares e talvez até mesmo tomar a dianteira em indústrias estratégicas.

O governo dos EUA está agora buscando fortalecer o papel do Comitê de Investimento Estrangeiro nos Estados Unidos (CFIUS, na sigla em inglês), o comitê interagências que revisa aquisições estrangeiras de empresas americanas em termos de segurança nacional.

A Reuters teve acesso a um relatório não divulgado do Pentágono que destaca as maneiras como os investidores chineses encontraram brechas no CFIUS que lhes permitem evitar disparar qualquer cláusula regulatória. O relatório recomenda que novas leis sejam redigidas para atualizar as regras que regem investimentos estrangeiros. Ele também aconselha a compilação de uma lista de tecnologias essenciais e a imposição de restrições ao investimento chinês nessas áreas de desenvolvimento. O Secretário de Defesa Jim Mattis falou ao senado americano, em uma audiência na terça-feira (13), e insistiu que o CFIUS “precisa ser atualizado para lidar com a situação atual”.

O segundo homem mais poderoso do senado americano, John Cornyn, começou a redigir uma nova legislação, de acordo com um de seus ajudantes. Você leu certo. Um importante político republicano está pressionando por mais regulamentação e menos investimentos (o partido tem uma tradição de prioridade aos investimentos). Só o tempo vai dizer se os republicanos podem apoiar mais uma das recomendações do Pentágono que vão contra tudo que eles representam. O relatório pede por maior flexibilidade na política de imigração para estudantes de pós-graduação chineses estudando nos Estados Unidos. Ele sugere que esses estudantes deveriam ter sua permanência nos Estados Unidos permitida após terminar seus estudos.

A empresa de pesquisas Rhodium Group descobriu que a China investiu US$ 45,6 bilhões em aquisições completas e investimentos de raiz nos Estados Unidos no ano passado. O país aumentou esse investimento em 100% em 2017. Lobistas da área de tecnologia com certeza vão com força total para combater qualquer tipo de aumento regulatório.

A nova era de ameaças à segurança incluem criptografia, organização online, ciberataques, a rápida difusões de informações erradas, veículos autônomos, drones, forças de vigilância sem precedentes e, agora, aparentemente, o bombeamento de bilhões de dólares na economia americana.

Fonte: http://www.reuters.com/article/us-usa-china-artificialintelligence-idUSKBN1942OX?il=0

Tradução: http://gizmodo.uol.com.br/investimento-chines-eua-ia-seguranca-nacional/

Imagem do topo: Getty

humanoide
humanoide
Administrador da Comunidade Humanoide.Club.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *